Sexta-feira, 4 de Maio de 2007

O meu primeiro post

Este é o meu primeiro post neste blog.

Para começar, nada melhor do que dizer o que me levou a adoptar este nome.

Esta opção resulta sem dúvida de uma experiência que gostaria de tornar inesquecível e que tem a ver com a minha primeira viagem a Roma.

Os passeios a pé pelo centro histórico, além dos aspectos de natureza monumental relacionados com a História de Roma e com a relevante religiosidade desta cidade, permitiram-me apreciar aspectos actuais de pormenor relacionados com o turismo e o dia-a-dia da cidade.

Permitiram-me observar uma cidade segura, pulvilhada de pequeno comércio de proximidade, suficientemente diversificado, mas, obviamente, a maior parte do qual associado ao turismo, que me pareceu ser a mola real da actividade económica da cidade.

Não vi qualquer hipermercado ou loja discount nesta visita a Roma. Pelo contrário, pude encontrar em Roma um certo tipo de lojas de comércio tradicional que infelizmente em Portugal têm vindo a desaparecer associado ao crescimento desenfreado dos hipermercados e lojas discount.

Pude apreciar a satisfação dos clientes pelo atendimento atencioso e comunicativo que lhes era presenteado pelos logistas. Assim como, a satisfação dos logistas pela frequência de clientes que seguramente lhes garantiam um apuro suficiente e adequado à respectiva actividade comercial, tendo-me apercebido da inexistência de preços demasiado elevados face ao que se verifica em Portugal, o que me leva a concluir pela existência de um custo de vida local aceitável.

Devo dizer que não me apercebi da existência de pedintes, embora tenha observado alguns casos de sem-abrigo com a assistência possível(?) Cruz Vermelha local.

Perguntarão - como é que isto se relaciona com o nome do meu blog?

De facto, parece que estive no melhor dos mundos, o que não justificaria o lendário Robin-Hood!

No entanto, esta foi mesmo uma das razões que contribuiram para a escolha desse nome. Era este tipo de vida e relação que eu ambicionaria! Mas sem dúvida que é um paraíso só é visível na óptica do turista apressado.

Certamente muita coisa me escapou e haverá aspectos não vistos que serão muito negativos e verdadeiramente infernais para quem os vive no quotidiano.

A outra razão tem a ver com o nome de um restaurante e pelas experiências gastronómicas que aí pude realizar, com um atendimento personalizado e amigável das respectivas donas que me encheram de mimos, a mim e à minha mulher. Esse restaurante designa-se exactamente "Robin-Hood".

Devo dizer que, embora me tenha apercebido que a estratégia seria a de um verdadeiro Robin Hood, fiquei fã desse reataurante.

Na verdade, não se tratava de tirar aos ricos para dar aos pobres, mas de aproveitar o nível social do cliente para aumentar o valor a facturar, sem que tal tenha o significado de roubar, mas antes como contrapartida de serviço e experiências gastronómicas únicas.

Desta forma o cliente fica satisfeito e o Robin Hood também.

Estes dois aspectos fizeram-me pensar que posso lutar para o aproveitamento dos excedentes e desperdícios de forma a que os mesmos sejam utilizados por quem deles verdadeiramente necessita.

De futuro, através da minha escrita, tentarei contribuir com ideias e ser o mais coerente possível com o que penso que traduz a figura lendária do Robin-Hood.

 

 

 

 

 

publicado por robin-hood às 17:38
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De joaninha a 5 de Maio de 2007 às 11:56
Boa escrita, então!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. 16 de Maio de 2007 - Dia ...

. Há um Robin dentro de nós

. Mais uma a pedir interven...

. O meu primeiro post

.arquivos

. Maio 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds